Legião Urbana: Villa-Lobos relembra gravação de Faroeste Caboclo

Dado Villa-Lobos relembrou numa entrevista ao site da Folha de São Paulo como foi a gravação da música “Faroeste Caboclo” e esclareceu sobre uma suposta versão de doze minutos falada na época em que a música foi lançada no álbum “Que País é Este 1978/1987”. Leia trechos da entrevista.

Renato Russo tinha feito a música na época do Trovador Solitário. Como foi gravá-la depois? Como foi fazer o arranjo?

Levamos dois dias gravando e mais dois mixando, o arranjo saiu ao longo de um ensaio durante a gravação. Gravamos tudo ao vivo, bateria, baixo, violão, guitarra base e voz guia. Em seguida, “overdubs” de viola de 12 [cordas] e as guitarras do final e, finalmente, a voz. A mixagem foi feita em duas etapas e fitas diferentes. A primeira, mais acústica, e a segunda parte, elétrica, foram montadas na mão pelo nosso produtor Mayrton Bahia.

Nos anos 1980, corria uma lenda de que existia uma versão mais comprida de “Faroeste Caboclo”, que teria 12 minutos de duração. Você se lembra disso?

Não (risos). Na verdade a gravação tem tipo 8 minutos e 56 segundos. Na sala de corte, pedi para o encarregado escrever no relatório 9 minutos e 3 segundos para chegar aos 9, número cabalístico.

A entrevista com Dado Villa-Lobos pode ser lida no link abaixo.

http://goo.gl/qW39J

Por Adm Gabriel S’

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s